Grupo dono da VW Caminhões, Scania e MAN concluiu aquisição da Navistar

Grupo Traton, controlador das empresas MAN Trucks & Bus, Scania e Volkswagen Caminhões de Ônibus, concluiu a e agora detém todas as ações ordinárias da Navistar, empresa norte-americana que, no Brasil tem a Internacional Caminhões e MWM International. O preço de compra foi de aproximadamente 3,7 bilhões de dólares, o equivalente a R$ 18,68 bilhões.

“Hoje é um dia sensacional para o Grupo Traton e para os nossos novos colegas da Navistar ingressando na família Traton global. A partir deste dia, trabalharemos lado a lado para trazer o transporte sustentável do futuro um passo mais perto. Isso é algo que todo o grupo está ansioso”, disse o CEO da Traton Matthias Gründler, acrescentando: “O fato de que esta fusão foi implementada de forma rápida e harmoniosa, apesar dos obstáculos apresentados pela pandemia da Covid-19, é uma prova do impressionante trabalho em equipe em ambos os lados do Atlântico. Gostaria de agradecer a cada um dos envolvidos.”

Dentro do Grupo Traton, a Navistar estará em melhor posição para atender às crescentes exigências do mercado e para melhorar ainda mais a sua oferta ao cliente, especialmente no que diz respeito à transição para a mobilidade elétrica e ao estabelecimento da direção autônoma.

Combinar a posição de liderança da Traton nos mercados europeu e sul-americano com a forte presença da Navistar na América do Norte é a base para uma empresa de primeira linha com alcance global e recursos complementares.

International Caminhões no Brasil

Há um número significativo de transportadores que gostam dos caminhões norte-americanos. Primeiramente é importante separar marca de caminhões norte-americanas de caminhões no estilo estadunidenses. Por exemplo, Ford teve veículos mais veículos de projetos europeus do que dos EUA. O mesmo a GMC. Já a International Caminhões era uma autêntica norte-americana.

A questão da International no Brasil tem mais teve mais a ver vindas e idas que geram quebras de confiança entre a marca e o transportador. Agora, pertencendo ao Grupo Traton, tudo muda e o passado dever esquecido. No entanto, os clientes vão querer saber como ficará daqui para frente, afinal, quem compra uma empresa deve levar os créditos e débitos. Por enquanto, devemos aguardar um pronunciamento das representantes no Brasil, sendo a Volkswagen Caminhões e Ônibus mais ativa quando se fala do grupo.

Pelos arquivos da Fenabrave (entidade que representa as redes de concessionárias), o Denatran licenciou 2.139 caminhões dos modelos 9800i e DuraStar, entre os anos de 2005 e 2020. A produção em Canoas (RS) foi encerrada em 2015 em razão da crise econômica que o Brasil passou por causa da política. Na época, a Navistar comunicou que era uma interrupção temporária e que a assistência técnica seria mantida.

Como o Grupo Traton considera a fusão com a Navistar como estratégico para as américas, com certeza, a tendência é de que notícias boas devem surgir nos próximos meses. 
 

Fonte: Transporte Mundial