Tesla Semi, caminhão elétrico de Elon Musk, tem pré-venda por R$ 732 mil

Cinco anos após o anúncio do seu lançamento, estão abertas as reservas para o caminhão Tesla Semi totalmente elétrico. Dessa forma, o modelo, programado para entrar em produção em 2023, pode ser reservado pelo site da empresa. Quem tiver interesse, terá de desembolsar uma entrada de US$ 5 mil (o equivalente a R$ 29,2 mil, sem impostos). E mais US$ 15 mil (R$ 73,2 mil) depois de 10 dias para, então, confirmar a reserva.

 

Tais valores serão adicionados ao preço final do caminhão. Na versão de entrada, com menor autonomia, o Tesla Semi custa a partir de US$ 150 mil (R$ 732 mil sem taxas). Já a versão de maior alcance chega por US$ 180 mil (R$ 878,5 mil). Ou seja, na conversão direta, custa mais barato que o Mercedes-Benz Actros 2653 à venda no Brasil por R$ 1,1 milhão.

Como é o Tesla Semi

O caminhão elétrico da marca de carros do bilionário Elon Musk tem quatro motores que acionam as rodas traseiras. E estará disponível com autonomia de 482 km ou 805 km. Ou seja, muito superior aos caminhões atuais de Volvo, Daimler e Scania. Outro atributo diz respeito ao desempenho. O Tesla Semi pode chegar aos 60 km/h em 20 segundos. Ademais, o modelo tem capacidade para tracionar até 34 toneladas.
 

 

Outros recursos a bordo

De acordo com a Tesla, o Semi contará com um pacote robusto de recursos eletrônicos de assistência ao motorista. Entre eles, o famoso modo Auto Pilot, que promete conduzir o veículo de forma autônoma. Estima-se que as baterias podem ser carregadas em cerca de 2 horas em estações com 240 kW de potência, o que garantiria 80% de sua carga. Além disso, pode transportar um reboque com sua capacidade de inclinação.

Em relação aos custos, o Semi promete reduzir consideravelmente gastos com combustível. Assim como manutenção. De acordo com o próprio dono da Tesla, Elon Musk, o investimento no Semi deve ser pago em, no máximo, dois anos de uso do caminhão elétrico.

Fonte: Estradão